Em um mundo onde muitas vezes retratam uma versão idealizada da realidade, é comum que criadores de conteúdo – e por consequência os filhos – se deparem com a frustração quando as coisas não saem como planejado. Neste artigo, vamos explorar o que é a frustração, como lidar com ela e estratégias para manejar a frustração em tempos de mídias sociais.


Mas aliás, o que é realmente a frustração?
A frustração é uma emoção complexa que surge quando uma pessoa percebe que seus esforços, expectativas ou desejos não foram realizados da maneira esperada. É uma sensação de desapontamento, impotência ou insatisfação diante de um obstáculo ou dificuldade que impede a realização de um objetivo ou desejo. Na era das mídias sociais, essa frustração pode surgir na comparação, na falta de aprovação, no feedback negativo, na produtividade do outro ou em qualquer tentativa para alcançar os padrões de sucesso impostos pela cultura online.


E como lidar com isso?
O primeiro ponto, é reconhecer e aceitar. É normal e saudável sentir-se frustrada em determinadas situações, imagina só, tudo acontecer exatamente como queremos? Sublime, não é mesmo? Porém não é a vida real. Em vida de carne e osso, há tristeza, felicidade, dias normais e frustrações.
Acontece que, após as mídias sociais, o prazer da dopamina artificial está em tudo e é de fácil acesso, a frustração se tornou um sentimento muito “incomum”. Apesar de constante, viver a frustração tem sido cada vez mais difícil.


Um autor que eu gosto mundo traz que a incerteza e falta de estruturas e valores sólidas, vão levar à sensação de frustração e desorientação. E não só concordo como vejo isso diariamente em consultório. Bauman discute como a busca por segurança e estabilidade em um mundo fluido pode resultar em sentimentos de alienação e ansiedade. Ou seja, negar, reprimir ou passar horas no feed após um episódio frustrante só tende a colocar a poeira para baixo do tapete. E o que não se resolve, se carrega e pesa na mochila da autoestima. Então, permita-se sentir a frustração, e mais que isso, normalize-a, sem julgamentos.


E como manejar a frustração em tempos de redes sociais?
Cultive a Consciência Digital: esteja ciente do impacto que as mídias sociais podem ter em sua saúde mental e emocional. Saiba reconhecer os gatilhos que desencadeiam sua frustração e tome medidas para minimizá-los ou evitá-los quando possível.


Exercite o mundo on e o off: lembre-se de que as mídias sociais são apenas uma parte da sua vida e não refletem toda a sua realidade. Não se prenda aos números de seguidores, curtidas ou comentários como medidas de sucesso ou valor pessoal.


Exercite o que te faz bem para além das redes sociais. Concentre-se nas coisas que realmente importam para você, como passar tempo de qualidade com sua família, cultivar relacionamentos significativos e buscar seu próprio bem-estar emocional e físico.

Contudo, lidar com a frustração em tempos de mídias sociais pode ser desafiador, mas não é impossível. Ao reconhecer, aceitar e comunicar seus sentimentos, exercitar o mundo on e off, observar e entender prazeres reais, fora das telas, você pode aprender a manejar a frustração de forma mais eficaz e construtiva. Lembre-se de que você não está sozinho nessa jornada e que é perfeitamente normal sentir-se frustrada de vez em quando. Permita-se ser humano, com todas as suas imperfeições isso não faz de você menor, te faz você. Não tem branding mais forte que o autoconhecimento.

Por: Laryssa Galvão

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Voltar ao topo