Puberdade: o que é e quais são os sinais em meninos e meninas

Tempo estimado de leitura 3 min read

Estirão de crescimento, espinhas no rosto, aparecimento de pelos, o famoso “cecê”, a menarca ou a primeira ejaculação. Essas são algumas das características – muitas vezes incômodas – que aparecem na puberdade, definida como um período de transição que acontece entre o fim da infância e o início da vida adulta.

Em meninas, espera-se que ela inicie entre 8 e 13 anos e, em meninos, entre 9 e 14, trazendo uma série de transformações que preparam o organismo para a maturidade sexual/reprodutiva, e causa sensíveis impactos emocionais e comportamentais. Mas quais são os indícios de que essa fase está começando?

Os primeiros sinais da puberdade

De acordo com Paulo Telles, pediatra pela Sociedade Brasileira de Pediatria, os primeiros sinais da puberdade são:

  • Em meninos, o aumento do tamanho dos testículos, do pênis, e início de aparecimento de pelos na região do púbis e das axilas.
  • Em meninas, surgimento do broto mamário, também seguido da pilificação na região pubiana e axilar.

“Odor nas axilas, aumento da oleosidade da pele e acnes também costumam aparecer nessa fase em ambos os sexos”, destaca Paulo Telles.

A partir daí, outras transformações vão acontecendo. Entre os meninos, destacam-se ganho de massa muscular, engrossamento da voz, aparecimento de pelos no rosto e a primeira ejaculação. Entre as meninas, observa-se uma maior concentração de gordura na área do quadril, o crescimento dos seios e a menarca (primeira menstruação), que acontece, em média, dois anos após o aparecimento das mamas. Ambos vivenciam ainda uma aceleração no crescimento, com desenvolvimento esquelético e muscular.

Quando a puberdade é considerada precoce?

Segundo Telles, quando acontece antes do período esperado, é definida como puberdade precoce, ou seja, “antes dos 8 anos em meninas e antes dos 9 anos em meninos”, explica.

Ela pode ter uma origem determinada – por exemplo, por exposição a certos hormônios, anomalias estruturais ou tumores no cérebro -, ou ser idiopática, ou seja, espontânea ou sem causa conhecida. Por isso, é importante observar as transformações corporais e ter acompanhamento do pediatra para investigar as possíveis causas da precocidade.

Além disso, quando iniciada antes da hora, a puberdade pode trazer prejuízos. “Existe um risco maior de doenças metabólicas como obesidade, diabetes tipo 2, doenças cardiovasculares, hipertensão, acidente vascular cerebral e até certos tipos de câncer”, detalha o médico.

O prejuízo mais comum, porém, está relacionado à estatura do paciente, que pode ficar comprometida, gerando impactos emocionais e sociais. Da mesma forma, as transformações corporais podem levar a transtornos de comportamento e demandam atenção de pais e cuidadores para buscar amparo psicológico profissional, se for necessário.

Veja também

Leia também

+ There are no comments

Adicione a sua