Pabllo Vittar lota o Anhangabaú durante a madrugada na Virada Cultural

Tempo estimado de leitura 3 min read

A madrugada da Virada Cultural no maior palco do evento, no centro de São Paulo, foi marcada pelo show lotado da cantora Pabllo Vittar. Antes, Julian Marley, filho de Bob Marley, Joelma e Léo Santana animaram o público paulistano.

Assim como no ano passado, a Virada Cultural conta com 12 arenas espalhadas pelas diversas regiões da cidade. Comemorando em 2024 sua 19ª edição, o evento seguiu a fórmula de concentrar os dois maiores palcos em um espaço fechado no Vale do Anhangabaú, no centro da cidade.

O evento também reforçava a todo momento a mensagem de solidariedade às vítimas das enchentes no Rio Grande do Sul. Todos os acessos tinham áreas para receber doações de roupas e mantimentos.

O primeiro show, de Léo Santana, atrasou pouco mais de 40 minutos, o que gerou um efeito cascata nas outras apresentações.

Pabllo Vittar, principal nome da noite, subiu ao palco 45 minutos após o previsto, mas isso não espantou o público. E o Palco Viaduto do Chá ficou lotado durante a apresentação.

Tranquilidade e segurança

Dentro do espaço dos shows, o ambiente era tranquilo e com forte policiamento. Os banheiros químicos, em boa quantidade, não tinham grandes filas e a venda de bebidas e comidas, em pontos fixos e por vendedores ambulantes, funcionou melhor do que em muitos eventos pagos.

Já fora da área cercada, a baixa circulação de pessoas não passava a mesma sensação de segurança. No trajeto entre a Prefeitura de São Paulo e o Paço das Artes, principal acesso ao evento, a reportagem encontrou duas pessoas que haviam tido o telefone celular roubado e presenciou uma briga entre um vendedor ambulante e um morador em situação de rua.

Mesmo com viaturas da Polícia Militar e da Guarda Civil Metropolitana espalhadas pelo trajeto, o modelo de evento cercado diminui bastante a circulação do público pelo centro, algo que marcou os primeiros anos da Virada Cultural.

Por volta das 2h, o Centro de Comunicação Social da PM informou que apenas uma ocorrência havia sido registrada na área cercada do evento: uma prisão em flagrante por tráfico de drogas. O número total de ocorrências será divulgado após o encerramento do evento, na noite de domingo (19).

O posto médico da Virada Cultural havia registrado, até o início do show de Pabllo Vittar, às 2h45, 30 atendimentos, a maioria por intoxicação alcoólica e desidratação. E apenas um caso de maior gravidade: uma jovem com 27 semanas de gravidez sentiu contrações e foi encaminhada de ambulância à Santa Casa de Misericórdia. A reportagem tentou contato com o hospital, mas não obteve informações sobre o estado de saúde da paciente.

Estilo na Virada

A Virada Cultural é um evento que reúne um público diverso: na idade e no estilo. Adolescentes, idosos e até crianças marcaram presença no show de Pabllo Vittar, tanto na área VIP quanto nas primeiras fileiras junto à grade do público.

Durante o início da madrugada de domingo (19), o público LGBTQIAP+ era maioria em frente ao palco Viaduto do Chá, onde Pabllo se apresentaria

Veja também

Leia também

+ There are no comments

Adicione a sua